Direitos Humanos na América Latina: Impulsionando a Transformação

O desafio Direitos Humanos na América Latina: Impulsionando a Transformação visa a identificar e ativar uma comunidade de agentes de transformação com propostas inovadoras que contribuam para criar novas abordagens para os direitos humanos.

Uma rede grande e ativa permitirá reunir novas vozes, abordagens e formas de atuar, que serão compartilhadas para inspirar o potencial transformador de mais pessoas e organizações na América Latina.

 

 
Anúncio dos Vencedores
 

 Parabenizamos os 3 vencedores do desafio: Haciendonos Cargo, Oportunidades Inclusivas e Pesquisa como Direito! Conheça mais sobre estes projetos aqui!

E mais: publicamos o Mapa de Inovação Social (por enquanto em espanhol), com as perspectivas de empreendedores sociais sobre as tendências e barreiras em Direitos Humanos na América Latina. LEIA AQUI

Timeline

Anúncio dos Vencedores (Encontro Changemakers de Direitos Humanos, Cerimônia de encerramento do MIRA Film Fest, Cidade do México)

24/11/16
  • Lançamento
    04/05/16
  • Prazo para Inscrição Antecipada
    01/06/16
  • Anúncio do Prêmio de Inscrição Antecipada
    15/06/16
  • Fim do Prazo de Inscrição
    29/06/16
  • Anúncio dos Semifinalistas
    13/07/16
  • Anúncio dos Finalistas
    24/08/16
  • Anúncio dos Vencedores (Encontro Changemakers de Direitos Humanos, Cerimônia de encerramento do MIRA Film Fest, Cidade do México)
    24/11/16

Os avanços no setor de Direitos Humanos na América Latina têm nuances importantes e grandes desafios pendentes em relação à justiça social e o desenvolvimento humano sustentável. Profundas desigualdades sociais, acesso limitado às oportunidades educacionais, saúde pública precária, questões de fronteiras e de imigração, violência institucionalizada, exploração excessiva dos recursos naturais, falta de transparência e abuso de poder são apenas algumas das questões que muitos latino-americanos enfrentam. Será a partir de soluções inovadoras e colaborativas de diferentes atores sociais que as práticas justas, dignas e humanas serão promovidas em toda a América Latina.

Em um mundo em constante movimento, agentes de transformação identificam e reconhecem as possibilidades de mudança, desenvolvem as habilidades necessárias e têm o conhecimento e as ferramentas para exigir e realizar as mudanças positivas necessárias. Todas as crianças, jovens e adultos entenderão que esta mudança será possível ao se exigir, proteger e respeitar os Direitos Humanos, garantindo o direito de serem agentes de transformação.

O Changemakers da Ashoka acredita que a transformação social necessária só será possível com a participação de todos os cidadãos e organizações. E para isso propõe a criação de uma comunidade de agentes de mudança capazes de ler o contexto atual que condiciona os Direitos Humanos e, ao mesmo tempo, aproveitar as tecnologias e as capacidades das novas gerações para criar esta oportunidade de transformação. Por esta razão, em parceria com a Fundação Ford, lançamos o desafio Direitos Humanos na América Latina: Impulsionando a Transformação.

Estamos interessados em projetos inovadores com potencial para mudar os sistemas e gerar transformações que tenham continuidade, incluindo (mas não se limitando a) aqueles que:

  •  Promovam a transparência e a responsabilidade das corporações, governos e instituições
  •  ​Ofereçam novas ferramentas que deem visibilidade para caso de violação do direitos humanos e para a prevenção da violência
  •  Criem diálogos entre grupos ativistas diferentes entre si e também com os governos e outras instituições, promovendo a colaboração entre esses atores.
  •  Apresentem novos modelos de parcerias e mobilização.
  •  Desenvolvam inovações nos canais de participação cidadã.
  •  Contribuam para a criação de políticas públicas.
  •  Utilizem as novas tecnologias como ferramentas para a participação e defesa dos Direitos Humanos.
  •  Trabalhem a relação entre o respeito pelos direitos humanos e o desenvolvimento sustentável.

 

Os vencedores receberão prêmios em dinheiro acima de US$ 40.000 para desenvolver suas inovações e ampliar suas estratégias de defesa, promoção e ação dos Direitos Humanos, e participarão de uma rede de empreendedores sociais, especialistas e líderes comprometidos com a inovação social. Todos os finalistas do desafio receberão uma ajuda de custo de viagem para participar do Encontro Changemakers de Direitos Humanos, que será realizado junto em parceria com o MIRA Film Fest, do dia 10 ao 14 de novembro, na Cidade do México.

Elegibilidade

O desafio Direitos Humanos na América Latina: Impulsionando a Transformação está aberto a todas as pessoas, organizações, associações com ou sem fins lucrativos, e organizações beneficentes que estejam criando impacto na América Latina. É necessário que a pessoa que se inscreva seja maior de idade em seu país de origem.

Aceitamos inscrições em Espanhol e Português. No caso de qualquer dúvida, entre em contato com Stephanie Ambar [email protected] (em Português) e/ou Héctor Moyetón [email protected] (em Espanhol).

Prêmios

•    O ganhador do grande prêmio receberá 20.000 dólares.
•    Dois ganhadores adicionais receberão 10.000 dólares cada um.
•    Dois ganhadores da etapa de inscrições antecipadas que receberão 500 dólares cada um.
•    Para conhecer todos os termos e condições, consulte a seção de Avisos Legais.

Todos os fundos dos prêmios são concedidos para os vencedores aplicarem para a investigação, renovação, ampliação ou outra forma de desenvolvimento de seus projetos ou iniciativas. Seis meses após o anúncio dos vencedores será solicitado que estes completem uma pesquisa sobre como usaram os fundos dos prêmios e qual foi o seu impacto depois de vencer o desafio Direitos Humanos na América Latina: Impulsionando a Transformação.

Benefícios

  • Os participantes terão a oportunidade de receber feedback do comitê de pré-seleção do Changemakers da Ashoka, assim como de outros participantes do desafio com ideias afins, por meio do Processo de Revisão e Feedback do Changemakers.
  • Os semifinalistas terão acesso à ferramenta de avaliação do Changemakers da Ashoka para receber feedback dos demais participantes e dos parceiros do desafio.
  • Os finalistas receberão feedback detalhado do painel de jurados especialistas do desafio.
  • Cada finaista terá a oportunidade de partilhar a sua história de transformação no setor de Direitos Humanos, em um espaço exclusivo na nossa plataforma com alcance em todos os países da América Latina.
  • Todos os participantes também têm a oportunidade de se beneficiar da promoção através de blogs do Changemakers da Ashoka e parceiros de mídia. Incluir conteúdo multimídia interessante (vídeo, imagens, uma história pessoal elaborada) em sua inscrição aumenta esta possibilidade.
  • Todos os participantes irão se beneficiar do acesso gratuito a recursos on-line do Changemakers da Ashoka, incluindo orientações sobre pitching e narração de histórias.

As iniciativas ganhadoras do desafio serão aquelas que cumprirem com os seguintes critérios:

•    Inovação. As melhores ideias serão aquelas que demonstrarem singularidade e se diferenciarem de outras iniciativas no setor. Iniciativas com essas características serão bem classificadas pelos jurados. Inovação não significa necessariamente inventar algo totalmente novo, pelo contrário, ela pode incluir novos projetos ou processos, bem como novas aplicações ou combinações de ferramentas existentes. Em outras palavras,  a inovação pode estar presente em novas abordagens para uma ideia antiga, ou a aplicação de uma  ideia antiga em um problema diferente. Os participantes devem descrever como os seus projetos são impulsionados por ideias originais e inovadoras.

•    Impacto. As inscrições devem descrever como o projeto consegue transformar a realidade imediata da comunidade na qual ele é aplicado. Além disso, elas também devem refletir uma compreensão das barreiras sistêmicas do contexto específico do projeto e descrever como o projeto impacta essas barreiras. Os participantes devem explicar como o projeto mede o impacto social através de dados quantitativos e qualitativos. As inscrições de projetos que estejam em um estágio inicial poderão estabelecer seu impacto social esperado e como se pretende medi-lo.

•    Sustentabilidade. As propostas devem incluir um plano claro para atingir as metas de longo prazo e garantir apoio financeiro. Elas devem descrever não só a forma como o projeto é financiado, mas também como será financiado no futuro. Todas as inscrições também devem incluir um prazo realista para a implantação do projeto. As inscrições avaliadas como melhores serão aquelas que demonstrarem que têm parcerias fortes e redes de apoio para atender às necessidades atuais e para ajudar na escalabilidade e na manutenção de uma estratégia financeira clara.

Para dicas sobre como criar uma proposta atrativa, por favor consulte o Guia de Pitching do Changemakers - https://www.changemakers.com/guide 

Como participar 

•    Clique em "Inscreva-se” na parte superior da página para acessar o formulário de inscrição.

•    Você pode se inscrever online em qualquer momento entre 4 de maio e 29 de junho (18:00 Horas - EST). Não serão aceitas inscrições posteriores a esta data. Em qualquer momento antes do prazo final você poderá revisar sua inscrição e atualizá-la. 

•    No caso de dúvidas sobre como participar do desafio Direitos Humanos na América Latina: Impulsionando a Transformação, ou no caso de alguma dificuldade ao se inscrever, por favor, entre em contato com Stephanie Ambar [email protected] (em Português) e/ou Héctor Moyetón [email protected] (em Espanhol). 

Datas Fixas:

Lançamento: 4 de maio
Prazo para Inscrição Antecipada: 1º de Junho
Anúncio do Prêmio de Inscrição Antecipada: 15 de Junho
Prazo Final para Inscrição: 29 de Junho
Anúncio dos Semifinalistas: 13 de Julho
Revisão e Feedback entre Semifinalistas: 13 - 24 de Julho
Anúncio dos Finalistas: 24 agosto
Anúncio dos Vencedores durante o Encontro Changemakers de Direitos Humanos: 10 - 14 de novembro

Isenção de responsabilidade - Conformidade com Restrições Legais


O patrocinador desta oportunidade reserva-se o direito de desqualificar a qualquer momento (a seu critério) qualquer participante ou inscrição por uma boa causa, incluindo, mas não se limitando à, violação das presentes Diretrizes e Critérios, Termos de Uso e Política Privacidade do Changemakers, ou violação de quaisquer leis, códigos ou regulamentos aplicáveis.

A Ashoka cumpre integralmente todas as leis e regulamentos dos EUA, incluindo regulamentos, controle de exportação e leis contra lavagem de dinheiro da Agência de Controle dos Ativos Estrangeiros. Quaisquer subsídios concedidos estarão sujeitos à conformidade com essas leis. A Ashoka não fará qualquer doação se constatar alguma ilegalidade. Isso pode impedir premiações em alguns países e/ou para certos indivíduos ou entidades. Todos os beneficiários devem cumprir com essas leis caso elas sejam aplicáveis a eles. Nenhum beneficiário tomará qualquer medida que faria a Ashoka violar leis. Além disso, a Ashoka não fará qualquer doação a empresas envolvidas na promoção do uso de tabaco

Competition entries

Inscrições

Blog

 

Os projetos Haciéndonos Cargo na Argentina, Oportunidades Inclusivas no Paraguai e Pesquisa como Direito no Brasil são os vencedores deste desafio. Agradecemos por serem parte desta transformação no setor de Direitos Humanos, contribuindo com novas vozes, abordagens e formas de atuar na América Latina

Nov 25, 16
0 comments

Para promover una nova visão dos Direitos Humanos na nossa região, a Ashoka lançou o desafios “Direitos Humanos na América Latina: impulsionando a transformação”, que bucou ativar uma rede ampla de agentes de transformação (changemakers), com propostas inovadoras que contribuam para criar novas abordagens para os direitos humanos - uma rede grande e ativa que permitirá reunir novas vozes, abordagens e formas de atuar. 

Nov 16, 16
0 comments

Qualquer um de nós pode ser considerado, em algum momento, refugiado. Algumas pessoas atravessam fronteiras, limites territoriais, mas há outros que atravessam oceanos procurando pela paz que não existe em seus países de origem. A adaptação à nova vida sempre vem acompanhada do desafio do idioma, a compreensão da cultura e a possibilidade de um emprego. Todos nós queremos construir uma nova vida.

Out 14, 16
0 comments