Servidores Humanos

Servidores Humanos: Formação de Servidores Públicos em Direitos Humanos e Cidadania

São Paulo, Brazil
Ano em que foi fundado:
2015
Tipo de organização: 
Sem fins lucrativos / ONG/ Setor Civil
Estágio do Projeto:
Estabelecido
Orçamento: 
$10,000 - $50,000
Scaling strategies launched within the past 6 months:
Crescimento organizacional
Organização de conferências
Treinamento, consultas
Lobbying, alteração de políticas
Outros
Resumo do projeto
Pitch de Elevador (Explicação curta e direta)

Resumo conciso: Ajude-nos a lançar esta solução! Forneça uma explicação dentro de 3-4 frases curtas.

A Escola de Governo acredita que o desenvolvimento do país só é possível na medida em que se puder contar com governantes éticos e preparados e com cidadãos atuantes. Em 25 anos, os cursos da Escola buscam formar sujeitos para a cidadania ativa e para a defesa integral dos Direitos Humanos.

E SE... - Inspiração: Escreva uma frase que descreve uma forma que seu projeto se atreve a perguntar: "E SE?"

E se... efetivarmos a formação de um maior número de servidores públicos que exercem influência direta ou indireta na gestão pública no município, chegaremos mais próximos de uma cidade em que os direitos fundamentais sejam assegurados à todos.
SOBRE O PROJETO

Problema: Este projeto busca solucionar qual problema?

Efetivar condições para que os servidores públicos municipais de São Paulo entrem em contato (na teoria e na prática) com a realidade social de forma sistêmica, analisando as causas de cada problema encontrado, propondo e agindo por meio da ação política integrada com foco na execução de um plano que possa ser submetido a controles permanentes para se evitar abusos e ineficiências.

Solução: Qual é a solução proposta? Por favor, seja específico!

Levando em consideração a complexidade dos problemas que envolvem a cidade de São Paulo faz-se necessário promover ações formativas aos servidores públicos para atuarem de forma mais enfática na defesa integral dos Direitos Humanos. A solução proposta tem como objetivo ampliar a formação dos servidores públicos que teve sua primeira etapa concluída, em um curso de 40 horas, no período de seis meses. Avalia-se que a experiência foi bastante exitosa, ao formar 190 servidores públicos de 18 secretarias da cidade. Deste total de servidores formados, 25 se propuseram a atuar como agentes multiplicadores dos conteúdos do curso. Pretende-se dar continuidade a formação desses multiplicadores para que conquistem autonomia no processo de formação.

Prêmios

Prêmio Milton Santos (2014) e Menção Honrosa no Prêmio Bentinho (2014).
Impact: How does it Work

Exemplo: Compartilhe um exemplo específico de como essa solução faz a diferença, inclua situações práticas.

Apesar da cidade de São Paulo ser uma das mais influentes no cenário nacional, é ao mesmo tempo, a que mais abriga cidadãos em situação de vulnerabilidade social. Nosso público alvo, formado pelos servidores públicos são aqueles que convivem diariamente com essa problemática. Os conteúdos trabalhados trataram da multidimensionalidade, integralidade e indivisibilidade dos Direitos Humanos, além de vivenciarem rodas de conversa, trabalhos em grupo, debates de filmes e vivências de campo com a população de imigrantes, pessoas em situação de rua, população indígena, Conselho Tutelar, entre outros. A formação em Direitos Humanos e Cidadania é um dos caminhos mais efetivos para tornar a relação servidor público e sociedade civil mais humanizada.

Impacto: Qual tem sido o impacto do seu trabalho até hoje? Descreva também o impacto esperado para o futuro do projeto.

O impacto foi observado por meio das avaliações orais e escritas feitas pelos servidores públicos quando se referiam às propostas formativas vivenciadas no curso, manifestando positividade ao passarem a compreender mais e melhor a relação dos Direitos Humanos e Cidadania tornando a prática cotidiana no serviço público mais efetiva e mais próxima dos cidadãos. Felicitaram também, o viés intersetorial da formação quando conviveram com servidores públicos das diversas secretarias. Os 25 agentes multiplicadores do curso têm atuado junto à Escola Municipal de Administração Pública de São Paulo - EMASP, dando continuidade à formação inicial, para outros servidores interessados. A Escola de Governo pretende continuar na formação desses agentes multiplicadores até que sejam autônomos na formação de outros servidores da cidade.

Estratégias de Expansão: Avançando o projeto, quais são as principais estratégias para ampliar o seu impacto?

Avançando no projeto o impacto consistirá em desmistificar a visão de um funcionalismo público acomodado e pouco preocupado com as causas sociais. As estratégias para ampliar o impacto consistem em: a) ampla divulgação e apropriação da matriz curricular construída na primeira fase do projeto como referência de formação em Direitos Humanos e Cidadania para os servidores públicos; b) publicação das ações formativas realizadas pelos multiplicadores no site da Prefeitura e no site da Escola de Governo e c) formar os multiplicadores para que formem outros multiplicadores e deem continuidade.
Sustentabilidade
Financiamento: Como o seu projeto está sendo apoiado financeiramente?: 
editais ou contratos com o governo - 100%

Plano de Sustentabilidade Financeira: Qual é o plano para garantir a sustentabilidade financeira do projeto?

A primeira fase do Projeto contou com o financiamento de 100% da Prefeitura de São Paulo por meio de um convênio formado entre as partes. Para a continuidade da formação com os multiplicadores, estamos pleiteando a possibilidade de um novo financiamento junto ao município. Participamos também de editais para financiamento do projeto, além do objetivo de inscrevê-lo em um site de crowdfunding. Poderemos contar ainda contar com esse, caso escolhido

Mercado ou Setor: Quais projetos ou organizações estão solucionando o mesmo problema que você e como essas propostas diferem da sua?

Diversas instituições apresentam propostas formativas aos servidores públicos com programas de formações setoriais, com pouca ou nenhuma integração entre as secretarias. Nosso projeto é inovador e urgente dada a importância da defesa dos Direitos Humanos em um contexto atual de perdas desses direitos, além de integrar os servidores das diversas secretarias motivando-os a pensar intersetorialmente a partir de uma problemática comum.
Equipe

História de fundação

O projeto foi apresentado à Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania em 2013. Em 2014, consolida-se o interesse mútuo e se iniciam as tratativas para a assinatura do projeto, que tinha como objetivo fomentar a reflexão e a aplicação prática de conhecimentos dos Direitos Humanos e Cidadania pelos servidores, a fim de enriquecer sua prática profissional e impulsionar processos de mudança. Visando a disseminação da educação em direitos, o processo envolveu também a Escola Municipal de Administração Pública de São Paulo (EMASP). Em seis meses, o projeto formou 190 servidores de 18 Secretarias e criou uma Matriz Curricular como referência de formação a servidores públicos em Direitos Humanos e Cidadania.

Equipe

A equipe é composta por 4 membros do Conselho Deliberativo da Escola de Governo que atua voluntariamente na instituição. Este grupo coordenou e acompanhou todo o projeto e também atuou na formação dos servidores nas aulas teóricas e nas oficinas de formação. Além desse Conselho, o projeto contou com 3 coordenadores (geral, pedagógico e administrativo) e uma estagiária. Contratamos também, 20 profissionais especialistas em Direitos Humanos.
Público Alvo:

Outros (Por favor, especifique)

Servidores públicos da cidade de São Paulo.

Foco de atuação:

Conscientização, Parcerias, Educação, Leis, Pesquisa e informação.

Outros (Por favor, especifique)

Multiplicação de formação em Direitos Humanos e Cidadania e Intervenção Local.

Inovação: O que faz que seu projeto seja inovador no setor de Direitos Humanos? (600 caracteres ou 100 palavras)

A inovação do projeto se dá pela multiplicidade de propostas, pela profundidade dos conteúdos trabalhados, pela apropriação da temática por parte dos servidores e por oportunizar vivências de campo que permitam a aproximação dos servidores públicos junto a população mais vulnerável da cidade. Além disso, direciona suas ações para o geral e o específico permitindo a participação do servidor de forma a refletir sobre sua prática. A construção da Matriz Curricular do curso (http://portaledh.educapx.com/formacao-de-servidores-publicos.html) também se constituiu elemento inovador já que foi a narrativa de todo o processo de formação vivenciado no curso contendo falas dos próprios servidores sobre as ações.

Conte-nos sobre as parcerias que apoiam o seu trabalho: (450 caracteres ou 75 palavras)

As parcerias que apoiam o Projeto são a Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania (SMDHC), o Centro de Apoio do Trabalhador (CAT- local onde ocorreram as formações teóricas), o Conselho Tutelar da cidade, o Laboratório Forense das Ossadas de Perus, O Memorial da Resistência, a Aldeia Indígena do Jaraguá, a Escola Municipal de Administração Pública de São Paulo (EMASP) que atua por meio da Secretaria Municipal de Planejamento (SEMPLA) e que será de extrema importância na atuação junto aos agentes multiplicadores.

Políticas Públicas: De que modo você está contribuindo ou pensa em contribuir com no âmbito de políticas públicas? (300 caracteres ou 50 palavras)

Políticas Públicas integradas. Governança em Direitos Humanos: os servidores dos serviços essenciais tem possibilidade de identificar em profundidade os principais desafios das intervenções locais e podem ser atores de transformação quando se apropriam e se sentem pertencentes à construção de políticas. Utilizar a estrutura pública já existente customiza recursos. A formação dos servidores públicos de 18 secretarias promove integração de políticas, amplitude de atuação e capilaridade de intervenção no território.

Novas tendências: Além de seu projeto, que fatores, mudanças ou sucessos você acredita que poderiam ter uma forte influência no avanço dos Direitos Humanos? (600 caracteres ou 100 palavras)

Aplicar os Direitos Humanos como transversal às políticas da cidade, não como um tema à parte. Outro fator, é que, com a formação é possível transformar conteúdos densos em ações práticas e de fácil entendimento, em que os servidores identifiquem em seu dia a dia de trabalho e possam atuar como transformadores da realidade.