MHS - Microcrédito Habitacional Solidário

MHS - Microcrédito Habitacional Solidário

São Paulo, BrasilSão Paulo, Brasil
Resumo do projeto
Pitch de Elevador (Explicação curta e direta)

Concise Summary: Help us pitch this solution! Provide an explanation within 3-4 short sentences.

Microcrédito Habitacional Solidário para famílias de baixa renda acessar terra urbana.
Um novo produto para o setor das microfinanças no Brasil.
Trabalho coordenado entre instituições de microcrédito e cooperativas habitacionais.
Transformação sistêmica da sociedade através do acesso à moradia pelo microcrédito.

About Project

Problem: What problem is this project trying to address?

O problema central que pretendemos resolver com o cooperativismo habitacional autogestionário é a falta de aceso à moradia para famílias de baixa renda (0 a 3 Salários Mínimos). Porém, a falta de moradia não é um problema isolado em si. A falta de participação nas políticas habitacionais, a aprendizagem da autogestão, o desafio da construção da consciência popular e ensinar o povo empobrecido a poupar e superar o assistencialismo estatal são o pano de fundo do Microcrédito Habitacional Solidário-MHS. Portanto, o problema central é a fala de moradia, mas a tarefa do MHS é construir um canal de acesso a terra urbana através de grupos organizados por cooperativas habitacionais.

Solution: What is the proposed solution? Please be specific!

Fornecer Microcréditos de 10 a 20 mil reais sem juros para famílias de baixa renda. Prazo de devolução de 24 a 60 meses. Garantia real com a terra alienada. Garantia Moral com o grupo de aval solidário. Garantia colateral com um Fundo Garantidor da Cooperativa para casos de inadimplência. O problema da dificuldade de acesso à moradia está na dificuldade de acessar o terreno e não no financiamento, pelo menos no cenário brasileiro. Então, o microcrédito habitacional resolve este passo do acesso a moradia, dando crédito para a compra de terra urbanizada e legalizada.
Impact: How does it Work

Example: Walk us through a specific example(s) of how this solution makes a difference; include its primary activities.

Precisamos imaginar um grupo de 50 cooperativados que tem interesse em adquirir uma área de terra para construir seu prédio de apartamentos. Elas tem renda média de 2 salários mínimos. Capacidade de poupar por mês em torno de R$ 150,00. Portanto podem poupar juntos R$ 7,5 mil reais por mês. Supondo que a área de seu interesse custe Meio Milhão de Reais, eles precisarão de quase 6 anos para poupar o recurso necessário. Diante deste cenário os cooperativados se desmotivarão e não participarão da cooperativa (embora não tenham outra alternativa de acessar sua casa). Com a atuação no Microcrédito Habitacional Solidário os cooperativados podem pegar um crédito de 10 mil reais cada um (juntando assim Meio Milhão de Reais) e pagar em 60 prestações de R$ 166,66. O que já lhes garante a posse do lote. Assim, o microcrédito constrói um canal de acesso imediato ao lote urbano, evitando que o mercado imobiliário impeça que famílias de baixa renda não consigam adquirir seu terreno na cidade. É uma solução que substitui com eficiência a poupança conjunta e recoloca no mercado as famílias excluídas através de uma operação de microfinança que já foi experimentada no passado mas que não teve capacidade de ser replicada num cenário onde o microcrédito não tinha as devidas bases legais que hoje possui no Brasil. Esta operação pode ser realizada através de OSCIP de microcrédito, regulada pelo Ministério da Justiça do Brasil, ou SCM - Sociedade de Crédito ao Microempreendedor, regulada pelo Banco Central Brasileiro.
Sustentabilidade

Marketplace: Who else is addressing the problem outlined here? How does the proposed project differ from these approaches?

Os pares do Microcrédito Habitacional Solidário são as cooperativas e associações habitacionais que tem o papel de organizar as famílias em grupos solidários, bem como o Poder Público, principalmente Municipal, que pode fazer as suas políticas públicas para que as famílias se organizem em grupos. Os Bancos que trabalham com Microcrédito Produtivo e Orientado estão no mesmo campo de atuação, porém, com foco no microcrédito para ações de geração de trabalho e renda. Já os bancos comerciais podem entender o MHS como uma oportunidade de mercado e desenvolver ações no mesmo setor, o que geraria uma concorrência saudável pois teríamos mais instituições oferecendo microcrédito para o acesso a terra urbana. Isso favoreceria e consolidaria o modelo de Microcrédito Habitacional para a baixa renda.
Equipe

Founding Story

O mercado imobiliário e da construção civil estão vendendo "pacotes fechados" com terreno e imóvel. Isso obriga as famílias a financiarem os dois elementos em conjunto. Isso limita gravemente o acesso a moradia. A divisão do processo em dois passo (o primeiro: comprar o lote, o segundo: construir o imóvel a preço de custo pela cooperativa habitacional) garante que qualquer família pode acessar um lar. O microcrédito habitacional se apresenta como o único produto microfinanceiro para famílias de baixa renda poderem comprar juntas o lote e pagar em suaves prestações mensais. Transitando pelas cooperativas habitacionais e partilhando a ideia percebemos uma aceitação positiva do modelo que substitui a poupança do grupo. A evolução do microcrédito no Brasil e o suporte legal existente hoje potencializa esta operação podendo ser realizada a nível nacional através da rede de cooperativas habitacionais já existentes e organizadas pelos estados brasileiros.
Sobre Você
Sobre Você
Nome

Ivanio

Conte-nos sobre você/sua equipe

Sou gaúcho, 32 anos. Casado. Sou filho de um pedreiro e uma costureira. Cresci vendo meu pai construindo para os outros e minha mãe costurando as nossas próprias roupas.
De 2005 a 2011 tenho pesquisado e publicado livros e cartilhas sobre o cooperativismo habitacional como instrumento de acesso à moradia através da Economia Solidária com a questão: Como este novo modelo de economia se propõe a resolver o problema da falta de moradia? Não havia respostas precisas para esta questão.
Em 2012, comecei um intenso estudo sobre o uso do Microcrédito no campo da falta de moradia. Identifiquei a possibilidade de dar acesso a terra urbana em grupos de cooperativados organizados pelas cooperativas habitacionais. Desenvolvemos o protótipo e vamos executá-lo em 2013.

O que faz de você um intraempreendedor? Quais são as habilidades, capacidades e características pessoais que fazem de você um intraempreendedor?

Tenho desenvolvido estudos para contribuir com as cooperativas habitacionais autogestionárias. Faço leituras de atualização sobre os projetos sociais brasileiros e internacionais no campo da moradia e das microfinanças para poder desenvolver constantemente novas soluções para o acesso à moradia para famílias de baixa renda.
Tenho publicado para disseminar as boas prática a fim de que elas se espalhem pelo Brasil e América Latina replicando a transformação social originária.
Sou um curioso, inovador e ousado. Não tenho medo do erro, não me assusta o desconhecido. O que pode ser feito para transformar o mundo é o que me motiva a cada dia. Acredito que quem ocupa um espaço de transformação tem responsabilidades éticas com sua posição e seus conhecimentos.

Sobre Sua Organização
País da Empresa

, SP, São Paulo

País principal onde este projeto está criando impacto social

, SP, São Paulo

Países e regiões adicionais

Rio Grande do Sul, Santa Catariana, Paraiba.

Indústria

Construção

As informações que você fornecer aqui serão usadas para preencher todas as partes do seu perfil deixadas em branco, como interesses, informação da organização e website. Nenhuma informação do contato será tornada pública. Por favor, desmarque aqui se você não deseja que isso aconteça..

INOVAÇÃO
Selecione o estágio que melhor se aplica à solução

Inicial (um piloto que começou recentemente)

A Solução: Por que esta solução é inovadora para a sua empresa e indústria?

O Microcrédito Habitacional Solidário re-significa o conceito de poupança comunitária já bastante difundido na América Latina e no Brasil, uma vez que não tem juros, se comporta como uma poupança às avessas. O cooperativismo habitacional usa a poupança para a compra do lote por parte dos cooperativados. Esta poupança tem seu limite hoje na forte especulação imobiliária. Com o microcrédito o grupo supera este limite e vence o mercado.

Impacto
Qual foi o impacto da sua solução até hoje?

A ideia está em fase de experimentação. Vamos operar três projetos pilotos com 150 famílias (600 pessoas) com uma média de microcrédito per capita de 10 mil reais. Serão feitos um na região sul, um na sudeste e um no nordeste. Os projetos pilotos movimentarão em torno de 6 milhões de reais. No final do processo estas famílias estarão com seus terrenos urbanos garantidos, podendo iniciar imediatamente a construção de suas casas, libertando-se definitivamente do aluguel, da área de risco ou invadida.
A garantia do acesso a terra urbana é o gargalo social que o Microcrédito Habitacional Solidário quer eliminar definitivamente. É possível criar um canal de acesso ao sonho da casa própria dando-lhe o acesso ao solo das cidades.

Qual é o impacto previsto nos próximos 1 a 3 anos?

Nossa meta é fazer 2 mil microcréditos habitacionais no primeiro ano. 4 mil microcréditos habitacionais no segundo ano e chegar próximo de 10 mil no terceiro anos em diante.
Para isso vamos captar 20 milhões de reais inicialmente e precisaremos ir ampliando para 30 milhões e depois chegar próximo a 50 milhões.

Quais são as barreiras que podem impedir o sucesso do seu projeto? Como você planeja superá-las?

Um desafio a ser superado será a criação do Fundo Social necessário para o financiamento do Microcrédito Habitacional Solidário. Precisamos convencer investidores de impacto, fundações e poder público a contribuir com nosso projeto. Para isso estamos desenvolvendo uma ação de comunicação que traga investidores que estão interessados em ganhos intangíveis.
Outro desafio é a construção da confiança com os futuros beneficiários. Vamos criar uma rede de instituições que já trabalham com a população de baixa renda para que através destas cheguemos ao potencial usuário do nosso Microcrédito Habitacional Solidário.
Queremos e vamos estimular a cooperação de ambas as partes, dos investidores e dos usuários do microcrédito habitacional.

SUSTENTABILIDADE
Qual é o benefício ou valor que você está criando para o seu negócio?

Primeiramente os beneficiários iniciam o trânsito em direção a casa própria. Segundo, os investidores sociais ou não, tem a oportunidade de gerar transformação sistêmica na sociedade através do microcrédito habitacional solidário participando da composição do fundo social para este fim. Terceiro, o governo tem mais um apoio para suas políticas públicas de acesso a moradia, unindo recursos privados e públicos na solução de um dos maiores problemas sociais: o déficit habitacional.

Como você está alavancando recursos internos (fundos, tempo, conhecimento, etc) para apoiar esta iniciativa?

O desenvolvimento deste projeto se dá dentro da COOHABRAS - Cooperativa Habitacional Central do Brasil, primeira cooperativa a atuar em todo o território nacional. Toda a força de trabalho, de pesquisa, estudos, rede de relacionamentos - pública e privada - está a serviço deste projeto. A COOHABRAS investe recursos do seu Fundo de Assistência Técnica para o desenvolvimento desta ferramenta de microcrédito habitacional para potencializar sua ação social e disseminar tecnologia social através de outras cooperativa habitacionais parceiras que compõe a Rede Nacional de Cooperativas Habitacionais.

Detalhe sua resposta, explicando o plano de financiamento e apoio de longo prazo.

O desenvolvimento do Microcrédito Habitacional Solidário é hoje parte integrante da estratégia de expansão nacional e consolidação da COOHABRAS. Bem como do cooperativismo habitacional autogestionário no Brasil. Embora será executado por outra instituição autônoma após os projetos pilotos. No longo prazo a operação se sustenta com a rotatividade dos recursos do fundo construído para os microfinanciamentos. Taxas administrativas e Taxas de Abertura de Crédito também são fontes de recursos para garantir sustentabilidade de longo prazo do Microcrédito Habitacional Solidário. A articulação da demanda das cooperativas habitacionais com o produto do MHS é um elemento que traz muita dinamicidade e movimentação constante dos recursos do fundo, gerando receita e sustentabilidade.

Conte-nos sobre suas parcerias dentro da empresa e externas que são fundamentais para o sucesso do seu projeto.

Formatamos o modelo que será testado com muitos parceiros. O Ministério das Cidades vai operar um modelo através de um banco estatal em 2013 a partir de nossa proposta. Consolidamos parcerias com empresas como a Mandalah e Cocriar que nos ajudam na modelagem da comunicação desta proposta para investidores de impacto e na estratégia de marketing. A UNISOL apoia o desenvolvimento através do setorial da construção civil e a ABCRED na modelagem da operação.

Qual apoio interno você obteve para seu projeto? Que tipo de críticas você enfrentou?

O apoio ao projeto de desenvolvimento do Microcrédito Habitacional Solidário foi integral na COOHABRAS, tanto por parte da Diretoria como dos cooperativados em geral. Enfrentamos dificuldade de compor uma equipe multidisciplinar para organizar as ideias até chegar no Produto Mínimo Viável que agora está pronto para o teste inicial.