DesFAZ

DesFAZ: Repensando a moda

Porto Alegre, BrasilPorto Alegre, Brasil
Ano em que foi fundado:
2015
Tipo de organização: 
Com fins lucrativos
Estágio do Projeto:
Start-Up
Orçamento: 
$10,000 - $50,000
Resumo do projeto
Pitch de Elevador (Explicação curta e direta)

Resumo conciso: Ajude-nos a lançar esta solução! Forneça uma explicação dentro de 3-4 frases curtas.

DesFAZ é um projeto focado em reflexão e prática que, através de uma comunidade criativa, formada por uma equipe multidisciplinar (profissionais e estudantes) e grupos de pessoas em vulnerabilidade, proporciona espaços de aprendizagem para produção sustentável e pesquisa aplicada.

E SE... - Inspiração: Escreva uma frase que descreve uma forma que seu projeto se atreve a perguntar: "E SE?"

E se existisse um grupo de pessoas que convidasse outras para pensar sobre o processo de fabricação de roupas e acessórios e, junto com elas, provocasse processos criativos para produção autônoma, sustentável e local da sua moda?
SOBRE O PROJETO

Problema: Este projeto busca solucionar qual problema?

A moda sustentável ainda é muito conceitual e elitista. Como instigar pessoas de baixa renda a valorizar processos “faça você mesmo” (DIY) para tornar comunidades autônomas no desenvolvimento de seus produtos? Como, nesse processo, mostrar para as indústrias tradicionais que é importante aproximar-se das pessoas como cocriadoras, estimulando uma produção local e justa?

Solução: Qual é a solução proposta? Por favor, seja específico!

O DesFaz promove a desconstrução dos atuais paradigmas da moda e consumo, a partir de espaços de aprendizagem e pesquisa aplicada, em parceria com universidades e comunidades em vulnerabilidade. Proporcionamos experiências de reflexão crítica, criação e desenvolvimento sustentável de produtos através de encontros e workshops. Fomentamos o compartilhamento do conhecimento, conexão e colaboração entre pessoas e organizações. Prestamos consultoria para indústria têxtil e de confecção, possibilitando um novo entendimento da sua produção, sob a perspectiva das pessoas como cocriadoras, sendo a “fábrica do futuro” mais parecida a uma escola.
Impact: How does it Work

Exemplo: Compartilhe um exemplo específico de como essa solução faz a diferença, inclua situações práticas.

A promoção de espaços de discussão recorrente sobre moda e sustentabilidade tem viabilizado um olhar crítico sobre o consumo e a produção, desvelando ideias inovadoras de melhorias na cadeia produtiva têxtil. A criação de grupos de pesquisa junto a universidades tem possibilitado que o conhecimento seja explícito, acessível e aplicável. A existência de cursos de moda em comunidades em vulnerabilidade tem propiciado a geração de renda e o empoderamento das pessoas envolvidas. A prestação de consultoria, sob a ótica da sustentabilidade, tem sensibilizado e transformado as ações insustentáveis ainda praticadas pela indústria da moda. O suporte a novos designers e produtores locais vislumbra a possibilidade de novos modelos de negócio de moda.

Impacto: Qual tem sido o impacto do seu trabalho até hoje? Descreva também o impacto esperado para o futuro do projeto.

Atualmente o DesFaz atua em um bairro em situação de vulnerabilidade com um curso gratuito para 15 mulheres entre 11 e 45 anos. Em um ano impactamos em torno de 75 famílias que vem criando novas estratégias de consumo. Temos planejado expandir os encontros para mais mulheres (e homens interessados) no mesmo bairro, criando um experimento piloto de empoderamento de uma comunidade na construção de sua própria moda. O projeto também realiza mensalmente encontros abertos para reflexão sobre consumo e produção, onde acontece o Brechó “Amar é”. O grupo já tem interação com universidades em que sistematiza conhecimento através de pesquisa. A intenção é levar essas experiências para indústrias têxteis e de confecção para propor novos processos, ainda que experimentais, mas que aproximem a produção do usuário e crie dinâmicas mais sustentáveis em todo o processo, inclusive no consumo e descarte.

Estratégias de Expansão: Avançando o projeto, quais são as principais estratégias para ampliar o seu impacto?

Em cinco anos pretendemos estar capilarizados com diferentes grupos agindo em rede, extrapolando os limites regionais e atuando em outros estados, com outras universidades parceiras e em muitas comunidades. Em dez anos, desejamos atuar mundialmente, habilitando outras pessoas a replicarem nossas ações em países do Sul Global. Nesse período, através das nossas consultorias, muitas indústrias serão impactadas e passarão a desenvolver-se orientadas pelos parâmetros da sustentabilidade.
Sustentabilidade

Plano de Sustentabilidade Financeira: Qual é o plano para garantir a sustentabilidade financeira do projeto?

O fundo financeiro se dá a partir da realização de eventos (cursos, workshops e palestras) para estudantes e profissionais interessados. A consultoria para indústrias, trabalha com projetos inovadores, em diferentes formatos, aproximando a fábrica das pessoas, trabalhando com ações de cocriação e abertura, desenvolvendo uma maior integridade na relação com o usuário e, através disso, promovendo processos mais sustentáveis de valor compartilhado.

Mercado ou Setor: Quais projetos ou organizações estão solucionando o mesmo problema que você e como essas propostas diferem da sua?

Consideramos o projeto "Twim Academy: A vocational school of media & creative arts" uma boa referência, pois assim como Twim Academy, o DesFAZ empodera jovens para se tornarem auto-suficientes. No entanto, a habilitação de jovens é apenas parte do nosso escopo de atuação. Buscamos impactar produtores locais, estudantes, novos designers, consumidores e indústrias. Isso se dará através de iniciativas em rede, com a desconstrução dos atuais paradigmas da moda e com a promoção de espaços (presenciais e digitais) de reflexão crítica, troca de experiências, produção de produtos, e consultorias.
Equipe

História de fundação

Nasceu do anseio de conectar as diferentes possibilidades de mudança referente à moda ética e sustentável. Parte da equipe já atuava no mercado e no ensino de moda (Universidades e projeto Desperta), porém sem uma rede de pessoas para compartilhar e cocriar projetos sociais. O momento de iluminação se deu pela união dessas pessoas no Laboratório Cidadão - TransLAB (www.translab.cc), que tem foco em Pesquisa e Produção de Inovação Social, articulando relações entre a sociedade civil, iniciativas privadas, governos e universidade - aberto para todas as pessoas que quiserem transformar a cidade. Percebemos que as atividades que ocorriam de forma isolada, teriam maior impacto se fossem somadas.

Equipe

Nossa equipe é multidisciplinar, composta por sete integrantes fixos e outros eventuais colaboradores, sendo que a inovação social e a sustentabilidade sempre permeiam nossos projetos. - Aline Cereja: Laber responsável pela comunicação e estratégias (Pilar de Comunicação), formanda em Comunicação Visual. Uma das idealizadoras do Núcleo de Design Social da Escola Superior de Propaganda e Marketing - ESPM Sul. Portfólio: https://www.behance.net/alinecerejaramos - Andressa Bortolin: Laber responsável pelas questões jurídicas e pesquisa (Pilar de Reflexão), formada em Direito. Trabalhou no Instituto Hope House, que contribui na restauração da infância e adolescência violadas, por meio do ensino artístico. Uma das idealizadoras do Desperta - Moda para mudança, que atua no ensino de moda em comunidades em vulnerabilidade. - Cariane W. Camargo: Laber responsável pela gestão de projetos e pesquisa (Pilar de Reflexão), formada em Moda, mestre em Design e doutoranda em Design. Uma das idealizadoras do Desperta - Moda para mudança e do Núcleo de Moda Sustentável da Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS. Atua como docente em cursos de Moda desde 2009. Tem experiência na área de design de moda, com ênfase em desenvolvimento de projetos, gestão de marca e produção de imagem de moda. Pesquisadora com foco em design de moda para a sustentabilidade e inovação social. Portfólio: https://www.behance.net/cariane; Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/5646328462975461 - Daniel Caminha: Laber responsável pelas relações institucionais (Pilar de Comunicação), formado em Psicologia. Cofundador e Diretor da Estúdio Nômade, empresa que desenvolve projetos de inovação social e estratégias de negócio em rede, com propostas em educação, arte, cultura e empreendedorismo. Pós-graduado em Constelações Sistêmicas (pelo Centro Bert Hellinger / Buenos Aires), Análise Institucional (pela FADERGS / Porto Alegre) e Poéticas Visuais Urbanas (pela UB / Barcelona). Tem desenvolvido projetos junto a empresas como o AES Sul, Braskem, Ecofrotas, Mercur S.A e Natura. Leciona no curso de PósGraduação em Saúde Coletiva, na Universidade UniRitter, com a disciplina Cultura e Meio Ambiente para promoção da Saúde. Membro e co-idealizador do TransLAB Laboratório Cidadão para desenvolvimento de negócios sociais, iniciativa premiada pela Secretaria Nacional de Economia Criativa (2012). Daniel é co-autor de algumas iniciativas de arte relacional que trabalham o convivo social, entre elas os projetos Estante Pública e Exorcismos Urbanos, ambos premiados pela Funarte (2011). É colunista na Revista URBE, publicação voltada para reflexões acerca da cultura contemporânea nas cidades. Recentemente participou do TEDxLuanda com a conferência “Criando espaços para compartilhar com os outros”. Site: http://www.estudionomade.com.br/; http://translab.cc/; TEDxLuanda: https://www.youtube.com/watch?v=s-kG-H-Ip20 - Élin Godois: Laber responsável pelas oficinas (Pilar de Produção), formada em Design de Moda, especialista em Marketing. Co-fundadora da Flamingo. Uma das idealizadoras do Desperta - Moda para mudança. Portfólio: https://www.behance.net/elingodois - Kai A. Klause: Laber responsável pelo Espaço Orgânico (Pilar de Produção), formado em Desenvolvimento Internacional na Universidade de Viena na Áustria, e pesquisador de movimentos sociais. Site: http://www.translab.cc/portfolio/espaco-organico/ - Marcela Vitória: Laber responsável pela comunicação e plataforma on line (Pilar de Comunicação), formada em Moda, especialista em Marketing. Co-fundadora da Flamingo. Uma das idealizadoras do Desperta - Moda para mudança. Todos atuam em conjunto na formulação dos projetos, como também isoladamente na execução destes, de acordo com as respectivas áreas de atuação de cada profissional. Além disso, o DesFAZ representa uma das linhas de trabalho do TransLAB e, desta forma, realiza suas atividades sempre em contato com os demais profissionais ativos no laboratório, como arquitetos, psicólogos, economistas, técnicos de informática, artistas, etc. Pretendemos evoluir a composição da equipe através da conexão com estudantes, profissionais e pesquisadores que participarão dos espaços de discussão recorrente.
Cadeia de valor: Onde seu trabalho se encaixa na cadeia têxtil? [selecione todas que se aplicarem]

Matérias-primas, Manufatura, Consumo.

Sua função: Qual é a sua relação com a indústria têxtil? [selecione todas que se aplicarem]

Consumidor(a), Designer, Membro de equipe de instituição sem fins lucrativos, Elaborador(a) de políticas públicas, Pesquisador(a), Outros [especificar].

Grupo alvo: Com quais grupos de atores da indústria têxtil você se envolve ou capacita por meio de seu trabalho? [selecionar todas que se apliquem]

Marcas, Crianças, Consumidores, Designers, Agricultor(a) ou Representante de Associação de Agricultores, Trabalhadores de fábrica, Proprietários(as) de Fábricas, Agentes de Cumprimeto da Lei, Elaboradores(as) de políticas públicas, Pesquisadores(as), Varejistas - Loja de Departamento, Varejistas - Loja Especializada, Varejistas - Rede de Mercadoria de Massas, Gerente de fornecimento/Gerente da cadeia de fornecimento, Empresas comerciais, Mulheres, Jovens.

Foco de Intervenção: O que você está tentando alcançar/influenciar? [selecionar todas que se aplicarem]

Acesso a Serviços Essenciais (como cuidados médicos e educação), Responsabilidade, Consumo Consciente, Práticas Ambientalmente Sustentáveis, Direitos Trabalhistas (como Negociação Coletiva, etc.), Economia de reciclagem ou circular, Condições Físicas de Trabalho.

Instrumento para mudança: Selecione até 3 maneiras em que seu trabalho está ajudando a transformar a indústria.

Desenvolvimento de Capacidades, Dados, Organização.

Seu projeto tem como objetivo solucionar algum dos seguintes obstáculos chave?

Consumidores não estão motivados a se importar: Não há razões convincentes ou maneiras fáceis para mudar os hábitos dos consumidores, A sustentabilidade ainda não está no DNA: O modelo atual de moda rápida desincentiva economias impulsionadas por valor.

Seu projeto utiliza algum dos princípios de design inovadores abaixo?

Ativar o conhecimento local para impulsionar soluções: Criar oportunidades para trabalhadores se tornarem líderes, Transformar a cadeia em uma rede: Conectar setores improváveis que abram novos caminhos para a sustentabilidade.

Inspiração para a inovação: Quando você pensou em seu projeto pela primeira vez, você pensou nele como aplicável à indústria têxtil?

sim

Se você respondeu 'não' na pergunta anterior, seu projeto originalmente tinha o objetivo de transformar qual indústria?

Replicando na indústria têxtil: Se inicialmente o seu projeto não era direcionado para a indústria têxtil, como você o está personalizando especificamente para direcioná-lo agora?
Você está cultivando ou inspirando outras pessoas a serem agentes de transformação? Se sim, como?

Sim, a partir dos espaços de discussão e pesquisa, o conhecimento gerado será difundido em projetos e negócios.

Conte sobre as parcerias que te ajudam a melhorar sua abordagem. Como você colaborou com outros atores na indústria para aumentar seu impacto?

DesFAZ está inserido no ecossistema de atividades do TransLAB, e também coopera nas universidades e indústrias têxteis.

Anexar arquivos: