Programa de Educação em Células (PRECE)

Congratulations! This Entry has been selected as a semifinalist.

Programa de Educação em Células (PRECE): Cooperação e Protagonismo Estudantil

Pentecoste, Apuiarés, Paramoti e Umirim, BrazilPentecoste, Brazil
Ano em que foi fundado:
1994
Tipo de organização: 
Sem fins lucrativos / ONG/ Setor Civil
Estágio do Projeto:
Estabelecido
Orçamento: 
$100,000 - $250,000
Resumo do projeto
Pitch de Elevador (Explicação curta e direta)

Resumo conciso: Ajude-nos a lançar esta solução! Forneça uma explicação dentro de 3-4 frases curtas.

O PRECE promove a cooperação e o protagonismo como elementos fundamentais para potencializar a aprendizagem por adolescentes e jovens no semiárido cearense. Em equipes, apoiando uns aos outros, os estudantes estão vencendo desafios e provocando transformações em suas comunidades.

E SE... - Inspiração: Escreva uma frase que descreve uma forma que seu projeto se atreve a perguntar: "E SE?"

E se os estudantes trabalhassem juntos, em equipes, ajudando uns aos outros, para melhorar a aprendizagem e resolver desafios em suas comunidade
SOBRE O PROJETO

Problema: Este projeto busca solucionar qual problema?

Estudantes são formados, nas escolas tradicionais, em uma ética da competição. São instigados a concorrer pelas melhores notas e trabalham por recompensas objetivas e pragmáticas. Quando têm a chance de trabalhar em grupo, o foco é na obtenção de ganhos individuais. Os processos pedagógicos enfatizam o ensino, reservando ao professor o papel de único detentor do conhecimento em sala de aula e deixando aos estudantes o passivo papel de "alunos".

Solução: Qual é a solução proposta? Por favor, seja específico!

O PRECE é uma estratégia para potencializar a aprendizagem de adolescentes e jovens de comunidades do semiárido cearense, ao introduzir a cooperação e o protagonismo como recursos fundamentais para que os estudantes possam, em equipes, apoiar uns aos outros, complementando suas forças e potencialidades para alcançar objetivos individuais e comuns. A Aprendizagem Cooperativa coloca o estudante como elemento central no processo pedagógico. Destacando a sua autonomia e sua capacidade de aprender e compartilhar o aprendizado com seus pares. Organizados em micro-associações estudantis, eles estudam em equipe e desenvolvem competências para solucionar desafios relacionados à aprendizagem, em suas comunidades e no dia a dia da escola.
Impact: How does it Work

Exemplo: Compartilhe um exemplo específico de como essa solução faz a diferença, inclua situações práticas.

Francisco Gonçalves Teixeira tinha 18 anos de idade quando ingressou no PRECE. Ele era pescador artesanal e cursava a 7a série do Ensino Fundamental. Francisco estudou dois anos à luz de lamparina e com alimentação precária, sofrendo discriminação de sua comunidade - a trajetória esperada para ela seria de trabalhar com sua família na pesca ou migrar para uma cidade grande em busca de emprego. Apesar das dificuldades, estudando em equipes, com outros jovens como ele, orientados e apoiados por universitários que retornavam nos fins de semana para levar materiais de suporte e tirar suas dúvidas, ele foi aprovado no Vestibular e ingressou na Universidade Federal do Ceará (UFC). Hoje, Francisco é o Doutor em Fitopatologia pela mesma UFC.

Impacto: Qual tem sido o impacto do seu trabalho até hoje? Descreva também o impacto esperado para o futuro do projeto.

Em 20 anos de atuação, a maior parte desse tempo atuando de modo informal e sem foco em divulgação, cerca de 600 estudantes conseguiram ingressar na universidade, em Fortaleza (uma conquista considerada improvável, considerando o contexto). Cerca de 98% desses universitários retornam para suas comunidades rurais nos fins de semana, para apoiar os estudantes que seguiram se preparando para também ingressar na universidade. Hoje, 600 adolescentes e jovens estão organizados em 13 micro-associações estudantis, que abrangem 80 comunidades rurais. Eles se organizam em equipes para estudar, apoiados e orientados por jovens que já estão na universidade e que participaram do programa no passado. As micro-associações desenvolvem, ainda, projetos e ações sociais para o desenvolvimento local de suas comunidades. A cada ano, novos 450 estudantes ingressam no PRECE, criando novas equipes.

Estratégias de Expansão: Avançando o projeto, quais são as principais estratégias para ampliar o seu impacto?

O programa teve início em uma comunidade rural e, hoje, já abrange 80 comunidades em quatro municípios da região. O sucesso do PRECE chamou a atenção da Universidade Federal do Ceará, que implantou em 2009 a Coordenadoria de Formação em Aprendizagem Cooperativa (COFAC), para aplicar a mesma metodologia do PRECE no contexto dos cursos de graduação (a formação de equipes cooperativas de estudantes). Agora, a Secretaria de Educação do Ceará está sistematizando e iniciando a reaplicação da metodologia em 370 escolas da rede estadual de ensino, com o projeto "Eu Curto a Universidade".
Sustentabilidade

Plano de Sustentabilidade Financeira: Qual é o plano para garantir a sustentabilidade financeira do projeto?

Em 2013 foi criado o Fundo de Investimento Solidário (FINS), como uma estrategia de mobilização de recursos para a sustentabilidade das micro-associações estudantis que formam a rede de composição do PRECE. O FINS é um mecanismo central de crowdfunding, que parceiros (pessoas, empresas e organizações) podem doar recursos diretamente para as micro-associações e seus projetos socioeducacionais - elaborados e geridos pelos próprios estudantes.

Mercado ou Setor: Quais projetos ou organizações estão solucionando o mesmo problema que você e como essas propostas diferem da sua?

Não temos conhecimento de outras organizações e projetos que estão destacando o papel da cooperação e do protagonismo como elementos potencializadores da aprendizagem em comunidades rurais. Podemos enfatizar que o diferencial de nossa abordagem é tentar introduzir no cenário pedagógico um novo valor fundamental: a cooperação. Em dicotomia à etica de competição que é praticada hoje nas escolas tradicionais. Acreditamos na força dos estudantes para que, eles mesmos, sejam agentes pró-ativos na aprendizagem.
Equipe

História de fundação

Em 1994, na comunidade rural do Cipó, em Pentecoste, um grupo de sete jovens estudantes iniciou uma empreitada que tinha como objetivo o seu ingresso na universidade. O grupo foi estimulado por Manoel Andrade, professor da Universidade Federal do Ceará, que nasceu e foi criado em Cipó e que acreditava ser possível aos jovens da comunidade seguirem o mesmo caminho. Tanto que aproveitassem os principais recursos que tinham em mãos: suas próprias capacidades e o espírito cooperativo, para que ajudassem uns aos outros no processo de aprendizagem. O PRECE com esse grupo de jovens estudando juntos embaixo de um joazeiro, aproveitando o que tinham disponível para poder transformar suas próprias vidas e inspirar centenas de outros jovens da região.

Equipe

O PRECE é gerido pelo Instituto Coração de Estudante (ICE) - organização sem fins lucrativos responsável por coordenar as ações e estrategias de desenvolvimento da rede de micro-associações estudantis que atuam nas comunidades. O ICE é governado por jovens egressos do PRECE, já graduados, que atuam em seu Conselho Diretor. Está sendo criada uma coordenação executiva profissional, que vai assumir a sua gestão operacional e admininistrativa.
Sobre Você
Organização:
Instituto Coração de Estudante
Sobre Você
Nome

Glaucio

Sobrenome

Gomes

Sobre o seu projeto
Nome da Organização

Instituto Coração de Estudante

Há quanto tempo sua organização está em operação?

Mais de 5 anos

As informações que você fornecer aqui serão usadas para preencher todas as partes do seu perfil deixadas em branco, como interesses, informação da organização e website. Nenhuma informação do contato será tornada pública. Por favor, desmarque aqui se você não deseja que isso aconteça..

Projeto
País da organização

, CE, Pentecoste

Países onde este projeto vem gerando impacto social

, CE, Pentecoste, Apuiarés, Paramoti e Umirim

Que prêmios o projeto já recebeu?
Funding: How is your project financial supported?

Doações individuais, Fundações, ONG/OCS, Empresas, Governo local/regional.

Suplementar
Prêmios

Prêmio de Excelência concedido pela BrazilFoundation, 2013.

Faixa etária do principal público-alvo

13 - 17, 18 - 35, 35+.

Seu papel na Educação:

Educação complementar, Estudante, Outros.

Por favor, especifique quais do itens abaixo melhor se enquadra:

Estou me inscrevendo em nome de um programa/iniciativa particular.

Tipo de escola(s) à qual sua solução está afiliada (caso esteja/seja)

Nenhum.

Foco de Intervenção

Extracurricular, Comunidade.

O seu projeto utiliza algum dos princípios de design inovadores abaixo?

Criar redes de apoio de pares para todos os stakeholders em educação: Criar uma rede par-a-par de aprendizado e suporte para professores, pais, gestantes (etc) para habilitá-los a transformar a aprendizagem.

Seu projeto está focado em resolver alguma das seguintes barreiras-chave?

Estagnado devido a pressões competitivas: Educadores enfrentam a falta de recursos para reimaginar e reestruturar ambientes educacionais.

Demanda

Sustentabilidade das estratégias de formação/fortalecimento de rede

Oferta

Engajamento e motivação de jovens estudantes em comunidades rurais

Quais são os principais elementos nos processos de aprendizagem que o seu trabalho busca melhorar?

O PRECE aplica como abordagem a metodologia da Aprendizagem Cooperativa, como ferramenta para engajamento, estímulo e apoio a estudantes de comunidades rurais do semiárido do Ceará para que estudem em equipes e se preparem para ingressar na universidade.
Tendo sido criado em um ambiente marcado pela resiliência, o PRECE se desenvolveu de modo intuitivo. Estudantes das comunidades rurais entenderam que o principal recurso que tinham para se prepararem para o processo competitivo de ingresso na universidade é a cooperação - o apoio mútuo, em uma relação de interdependência positiva, que privilegia e prioriza a autonomia desses adolescentes e jovens e suas capacidades de ensinar e aprender, uns com os outros.
A Aprendizagem Cooperativa trabalha o desenvolvimento de competências como habilidades sociais e gestão de conflitos para o fortalecimento de equipes de estudantes consistentes, que funcionam com base em metas individuais e coletivas. Os jovens compreendem que, através do trabalho em equipe, de modo cooperativo, podem alcançar resultados para si mesmos, ao mesmo tempo em que alcançam resultados para todos.
A Aprendizagem Cooperativa aplicada em comunidades rurais do semiárido levou à formação de uma geração de jovens protagonistas. Que perceberam que, através da cooperação, têm força e capacidade de alcançar quaisquer objetivos almejem - do ingresso na universidade até transformações sociais positivas em suas comunidades.

Formulário de inscrição suplementar
ESCLARECENDO A CONCEPÇÃO DO PROJETO: Estamos muito ansiosos para saber mais sobre o que exatamente consiste o seu projeto. Por favor, liste sucintamente os itens a seguir: a)quais são as atividades principais que você realiza com os seus beneficiários, b)onde essas atividades são realizadas, c)com que frequência, d)por quantas horas, e)quem executa os serviços e f)quaisquer outros detalhes

O PRECE é organizado e realizado a partir de uma rede de associações comunitárias de estudantes. Hoje, são 13 associações comunitárias estudantis atuantes, reunindo cerca de 300 estudantes. Nessas associações, os estudantes se organizam em "células educacionais" - são equipes formadas por estudantes com diferentes vocações e talentos, que apoiam uns aos outros para estudar diferentes disciplinas. Nas células, cada estudante assume o papel de facilitador de uma disciplina (matemática, portugues, geografia, química, etc), a que ele apresenta maior interesse e facilidade para aprender. Esses facilitadores assumem para si a função de apoiar os demais na disciplina que é sua especialidade e isso funciona de modo recíproco. Nos fins de semana, universitários que já participaram do programa e que tiveram sucesso retornam de Fortaleza para suas comunidades rurais de origem, com apoio do Programa (que garante o transporte). Eles também se dividem por especialidade (disciplina), de acordo com o curso que frequentam na universidade. Eles se encontram com os facilitadores das células educacionais, então, para orientá-los, tirar dúvidas que ficaram acumuladas durante a semana e entregar materiais de apoio que conseguem na universidade e com apoiadores (livros, apostilas, etc).
Essa metodologia se baseia nos princípios da Aprendizagem Cooperativa - movimento pedagógico que se espalha por universidades nos EUA e foi aplicada no semiárido cearense, de modo bastante próprio, peculiar e intuitivo, através do PRECE.
Esse modelo é possível através do funcionamento de uma ética formada por valores como cooperação e protagonismo. Os estudantes que estão se preparando para ingressar na universidade passam as semanas estudando em equipes, dependendo do apoio uns dos outros. Os poucos recursos e a quase nenhuma tecnologia empregada no processo demanda resiliência, autonomia e iniciativa de adolescentes e jovens populares, de áreas rurais. Os universitários, por sua vez, demonstram comprometimento com a causa e com as suas comunidades - ao voltarem todos os fins de semana de Fortaleza, onde ficam os campus das universidades da região, para suas comunidades para trabalhar com os estudantes locais. Todo esse processo teve e segue tendo sucesso graças à força da interação positiva entre esses adolescentes e jovens, motivados pelo objetivo comum de ingressar na universidade.
A gestão de todo esse processo é feita pelos proprios estudantes. São eles, em nível local, que administram e organizam suas associações comunitárias estudantis. E os mais experientes, que já concluiram ou estão concluindo seus cursos universitários, atuam na gestão do Instituto Coração de Estudante - organização central da rede.
As atividades acontecem nos espaços possiveis nas próprias comunidades rurais. Algumas associaçoes estudantis possuem sede - cedida por uma associação local de pequenos produtores rurais, por sindicatos ou construídas pelos proprios estudantes em terrenos também cedidos. A mais antiga funciona em uma casa de beneficiamento de farinha abandonada e que foi ocupada e reformada para uso no Programa.
Outras atuam em dependencias de escolas e outras entidades de suas comunidades. As celulas educacionais (equipe de estudantes) se encontram para estudar onde for possivel e mais confortavel para os participantes - embaixo de arvores, em salas de aula cedidas pelas escolas, nas varandas das casas das familias dos estudantes e nos espaços das proprias associações estudantis.

INSPIRAÇÃO: Quais tendência ou evidências você considera mais importantes e que inspiram você a acreditar que o mundo está pronto para Reinventar a Aprendizagem? Por favor, explique sua resposta.

O PRECE foi inspirado pela idéia de que as pessoas têm si, quando são motivados e quando cooperam umas com as outras, a força necessária para transformar suas próprias realidades e para alcançar os mais ambiciosos objetivos. E quando essas pessoas acessam e apreendem conhecimentos, informações e ferramentas e em que conseguem utilizar esses saberes em comunidades e equipes, ela podem ir ainda mais longe. Tudo se torna possível. Na medida em que o PRECE se desenvolveu, sempre de modo bastante intuitivo, ficou claro como os estudantes podem aprender uns com os outros, interagindo de modo positivo, o que eles nao aprenderiam caso o processo fosse passivo, apenas de absorção passiva de conteúdos. E isso demanda autonomia, empoderamento e, por fim e principalmente, protagonismo e cooperação.
A tranformação da escola nos ultimos anos, no entanto, é uma tendência que nos inspira. Em um mundo cada vez mais conectado e articulado, os estudantes têm encontrado mais oportunidades para cooperar uns com os outros, para interagir em grupos para alcançar objetivos comuns. Mas a ética predominante nas escolas continua sendo de competição, de disputa entre os estudantes. É estimulante assumir o desafio de disseminar um novo conceito de educação mundo a fora, em que os estudantes sao motivados e orientados a explorar seus saberes e suas potencialidades, reconhecendo suas limitações. Em que têm a chance de trabalhar em equipes organizadas e cooperativas, sob as premissas da reciprocidade e do apoio mútuo.
Estamos vendo, hoje, em escolas em todo o estado do Ceará e mesmo em experiências em outros estados, em que tivemos a oportunidade de compartilhar nossas técnicas e nossa metodologia, como estudantes cooperativos e protagonistas contribuem para transformar suas escolas e suas comunidades.

APRENDER BRINCANDO: O que "aprender brincando" significa para você e por que isso é obrigatório e não apenas desejável?

A nossa compreensão de "brincar" na frase em questão tem muito a ver com o próprio caráter lúdico em que o PRECE está baseado: o conceito chave da Aprendizagem Cooperativa, a interação positiva. Acreditamos que os estudantes conseguem aprender mais e melhor quando entendem as conexões que possuem com seus companheiros de comunidade, de equipe e de grupo. Quando entendem que tudo e todos estão relacionados em um mundo interdependente, em uma grande teia holística. Que a dependência entre as pessoas é natural - que precisamos aprender a nos relacionar com os nossos pares. Essa interação é parte essencial do processo de aprendizagem.
Há diversos modos de adolescentes e jovens aprenderem. Pedagogicamente, um meio que se mostra efetivo é o que estimula o protagonismo e a cooperação entre eles. Quando se organizam em equipes, quando cada um tem funções definidas de acordo com suas vocações e interesses e quando, a partir da complementação das forças, conseguem dar soluções a desafios e alcançar objetivos individuais e comuns. Essas conexões geram relacionamentos, que geram amizades e compromissos com causas, com o que o outro pensa e precisa. Gera relações de compartilhamento - de saberes, de metas e de recursos.
Acreditamos que a escola do futuro deva ser uma escola cooperativa. Que entenda e potencialize os relacionamentos, a interação, entre seus estudantes. Que promova a empatia. Que entregue a eles recursos e gere oportunidades para que explorem sua autonomia, de acordo com o que apresentam como vocações e talentos. E que o aprendizado sobre como se relacionar uns com os outros seja um ativo nos espaços formativos. Não apenas por uma posição ou uma proposta ideológica, mas porque essa nova ética é fundamental para a formação de gerações de profissionais, cidadãos e seres humanos melhor preparados para as dinâmicas do cotidiano, para construção de um mundo onde há maior solidariedade e compartilhamento de idéias, projetos e conquistas. Onde há mais empatia.

SUSTENTABILIDADE: Por favor, liste um breve resumo de seu financiamento, indicando o percentual que vem de cada fonte.

No último ano, a organização teve sua receita composta do seguinte modo:
BrazilFoundation - R$ 140 mil (60,9%), doação
Governo do Estado do Ceará - R$ 70 mil (30,4%), convênio
Fundo de investimento Solidário (FINS) - R$ 20 mil (8,7%), doações por crowdfunding.
Receita total: R$ 230 mil (100%).

MODELO: Como a sua missão está relacionada com o seu modelo de negócio (sem fins lucrativos, com fins lucrativos ou híbrido)?

O PRECE é um programa do Instituto Coração de Estudante - uma organização sem fins lucrativos, que tem como missão promover a cooperação e o protagonismo como valores para o desenvolvimento da educação para a transformação social.
Todos os recursos utilizados para realização das nossas atividades vêm de doações de pessoas físicas e jurídicas (investimento social privado). O Instituto Coração de Estudante é a organização responsável por captar e gerir os recursos, destinando e aplicando para viabilização das atividades das associações estudantis comunitárias - que, por sua vez, prestam contas ao Instituto Coração de Estudante sobre suas atividade e o uso dos recursos destinados. As principais despesas do Programa são relacionadas a manutenção das estruturas básicas das associações estudantis (espaço, serviços de fornecimento de água e energia elétrica e material de consumo) e para transporte.
O Fundo de Investimento Solidário (FINS) é uma estratégia que está sendo experimentada e desenvolvida para utilizar a tecnologia de crowdfunding para mobilização de recursos para que as associações estudantis comunitárias possam desenvolver micro-projetos educacionais e culturais. A cada ciclo periódico, as associações estudantis comunitárias lançam suas metas de arrecadação e suas propostas de micro-projetos e iniciam suas campanhas, utilizando um hotsite específico para esse fim. As associações estudantis devem mobilizar suas redes. Os doadores podem repassar suas doações para uma ou mais associações estudantis específicas, escolhidas por eles, ou podem preferir repassar para o fundo comum, que é gerido pelo próprio Instituto Coração de Estudante, que destina, proporcionalmente, a todas as EPCs que alcançarem suas metas de arrecadação. Essa é uma estratégia para estimular as associações estudantis a se envolverem na mobilização de parceiros locais, em suas regiões.

PRIORIDADES DE FINANCIAMENTO: Se a sua organização recebesse hoje 20 mil dólares em financiamento irrestrito, como você utilizaria esse dinheiro? Por quê?

A estratégia para o futuro do Instituto Coração de Estudante consiste em difundir a metodologia da Aprendizagem Cooperativa e o seu modelo de organização de células educacionais para outras comunidades e, especialmente, escolas no estado do Ceará e em todo o Brasil. Hoje, a Secretaria de Educação do Estado do Ceará (SEDUC/CE) já é uma parceria significativa do Instituto Coração de Estudante e tem demonstrado acreditar na metodologia da Aprendizagem Cooperativa, aplicada e desenvolvida pelo PRECE no Ceará. O PRECE inspirou a criação de espaços de disseminação e implantação da Aprendizagem Cooperativa na Universidade Federal do Ceará (UFC) e na própria SEDUC/CE - sendo irradiada para escolas de todo o estado. Agora, o Instituto Coração de Estudante deseja se consolidar como uma organização de referência no desenvolvimento e na difusão da Aprendizagem Cooperativa em todo o Brasil, produzindo, sistematizando e compartilhando técnicas, ferramentas e conhecimentos para que educadores possam implantar componentes do modelo em suas escolas, em associações comunitárias e outros projetos educacionais.
Nesse mesmo sentido, há ainda o desafio de manter um sistema de formação continuada sobre Aprendizagem Cooperativa para os estudantes das comunidades que já fazem parte do PRECE, para que possam dar continuidade à estratégia em maior prazo. Afinal, novos estudantes se envolvem com o Programa todos os anos.
Com esses recursos, o Instituto Coração de Estudante investiria na produção de material de orientação e de comunicação sobre a metodologia e em mídias para seu compartilhamento em nível nacional. Ainda realizaria eventos de demonstração e reaplicação da Aprendizagem Cooperativa em escolas cearenses e de outros estados da Região Nordeste do Brasil.

PARCERIAS: Conte-nos sobre as parcerias que melhoram o seu trabalho.

O PRECE sempre deu atenção especial à difusão e ao compartilhamento da metodologia. Sempre foi um desenho e mesmo um sonho a utilização de componentes da Aprendizagem Cooperativa em salas de aula de escolas formais.
O PRECE sempre contou com uma íntima parceria com a Universidade Federal do Ceará (UFC) - principal destino dos estudantes que prestam Vestibular e realizam o ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio) como formas de ingressar na universidade. Por ser pública e gratuita e por ser a melhor do estado. O fundador do PRECE, Manoel Andrade, sendo professor e pesquisador da UFC, articulou no interior da universidade uma série de parcerias e projetos de apoio aos estudantes. A UFC passou a apoiar o PRECE com transporte para os estudantes universitários retornarem para suas comunidades de origem nos fins de semana e com alojamentos para que ficassem durante a semana em Fortaleza, frequentando seus cursos.
Ainda na UFC, Manoel Andrade conseguiu implantar o primeiro núcleo de pesquisa e aplicação metodológica da Aprendizagem Cooperativa em uma universidade brasileira - na Coordenadoria de Formação em Aprendizagem Cooperativa (COFAC).
Outro parceiro essencial foi o Governo do Estado do Ceará, especialmente através da Secretaria de Educação do Estado do Ceará (SEDUC/CE). Que encampou a Aprendizagem Cooperativa, desde o apoio ao PRECE até a criação de uma escola especificamente implantada para aplicação da metodologia no município de Pentecoste (Escola de Educação Profissionalizante Alan Pinho Tabosa). Onde antigos estudantes que participaram do PRECE têm a oportunidade, hoje, de dar aulas em uma escola formal utilizando os conceitos e as técnicas da Aprendizagem Cooperativa.
A SEDUC/CE tem apoiado, ainda, a reaplicação da metodologia em escolas no estado, seja através de atividades com os estudantes nas proprias escolas ou através da formação de professores da rede estadual de ensino para utilizarem partes da metodologia em sala de aula.
No campo do investimento social, a BrazilFoundation tem sido uma valiosa parceira do PRECE, viabilizando iniciativas estratégicas para o seu desenvolvimento e sua sustentabilidade nos últimos anos.

COLABORAÇÕES: Você já pensou em realizar ou realizou parceria com algum outro semifinalista do desafio? Se sim, por favor, compartilhe.

Recebemos alguns comentários positivos e demonstrações de interesse em parcerias e, mesmo que tardiamente, iniciamos também o nosso estudo de outras iniciativas presentes neste processo para examinarmos possibilidades efetivas de interação e construção de parcerias. Vamos avaliar com maior atenção essas oportunidades nas próximas semanas.

VISÃO: Se você tivesse recursos ilimitados e conseguisse avançar 15 anos para ver que o seu programa alcançou um grande sucesso - qual sucesso seria esse?

A consolidação do PRECE passa pelo fortalecimento das associações estudantis comunitárias, com recursos materiais e logísticos suficientes para que possam realizar suas atividades com conforto e segurança. Assim como a criação e implantação de novas associações estudantis no território.
Que todos os adolescentes e jovens de comunidades rurais da região tenham acesso a uma associação estudantil comunitária para que possa participar da dinâmica da Aprendizagem Cooperativa, seja como complementação escolar ou como estratégia preparatória para o ingresso na universidade.
A estruturação das associações estudantis comunitárias também passa pelo melhor preparo e pela formação dos jovens que as coordenam - que desenvolvam competências em áreas como gestão de projetos e mobilização de parcerias.
No entanto, o sucesso da proposta do PRECE passa, especialmente, pela difusão da metodologia para sua reaplicação em larga escala e em múltiplos ambientes educacionais. Que a Aprendizagem Cooperativa seja utilizada em salas de aula em todo o Brasil, que represente um recurso a mais que os professores e gestores educacionais tenham em mãos para promover uma nova ética de cooperação, protagonismo e empatia nas escolas brasileiras. E que o PRECE seja um embrião e um ponto de reflexão, sistematização e disseminação de todo o conhecimento gerado.

IMPACTO - MÉTRICAS-CHAVE: Por favor, liste os dados principais que você citaria como prova de que consegue alcançar resultados duradouros na aprendizagem. Compartilhe também um dado para o qual você espera ver melhores resultados ao longo do tempo.

Resultados já obtidos:
(1) 600 estudantes envolvidos hoje, participando das células educacionais - complementação escolar e preparação para o ingresso na universidade.
(2) Média de 50 estudantes/ano ingressam na universidade.
(3) 14 associações estudantis comunitárias geridas por 50 estudantes populares de comunidades rurais.
(4) Em parceria com a SEDUC/CE, 14 mil estudantes da rede pública de ensino do estado foram sensibilizados sobre a Aprendizagem Cooperativa.
(5) 220 estudantes iniciaram (mobilizaram e organizaram) células educacionais em suas escolas.
(6) 1.000 professores da rede pública de ensino do Ceará foram capacitados para utilizar técnicas e práticas da Aprendizagem Cooperativa em sala de aula, novamente, em parceria com a SEDUC/CE.

Resultados esperados em curto e médio prazo:
(1) Melhoria no rendimento acadêmico/escolar;
(2) Ingresso de estudantes populares nas universidades;
(3) Engajamento de estudantes com desafios e tópicos relacionados ao desenvolvimento de suas escolas;
(4) Participação de estudantes em projetos e iniciativas para melhoria de suas escolas e comunidades;
(5) Criação de iniciativas e ações em equipes de estudantes para melhorias de suas escolas e comunidades;
(6) Professores/educadores aplicando conceitos e práticas da Aprendizagem Cooperativa em sala de aula.

Resultado esperado em longo prazo:
(1) Formação de jovens em uma ética de cooperação, protagonismo, empatia e empreendedorismo, que utilizem esses valores em suas vidas como profissionais, cidadãos e potenciais agentes de transformação em suas comunidades.

IMPACTO - AMOSTRAS DO RELATÓRIO: Por favor, anexe ou disponibilize o link de alguns exemplos de seus relatórios de impacto. [opcional]:
PESQUISAS E EVIDÊNCIAS: Por favor, disponibilize o link ou anexe a pesquisa ou evidência que você deseja compartilhar amplamente [opcional]. Pesquisar e gerar evidências é o objetivo principal dessa iniciativa, e os recursos que você compartilhar podem ser escolhidos para listagem na biblioteca do Centro de Inovações na Educação.:
FONTE: Se aplicável - quem criou a pesquisa ou evidência que você escolheu compartilhar?:
IMPACTO - ALCANCE: Quantas pessoas o seu projeto envolveu diretamente com as atividades programadas no último ano?

500 a 1000

ESTUDO: Foi feita alguma avaliação externa ou estudo sobre a sua organização?

Não

Outros (por favor, detalhe)
Número de Funcionários:

Menos de 10

Número de voluntários

10-100

ABORDAGENS: Dada a complexidade do brincar, não é supreendente saber que existem inúmeras pesquisas que tentam classificar as diferentes abordagens. Por favor, indique qual das seguintes abordagens o seu projeto está focado.

Criação de um ambiente de suporte socioemocional, Estruturação da educação (desenvolver projetos lúdicos no contexto educacional), Outros (por favor, detalhe).

Outros (por favor, detalhe)

Interação positiva e harmônica entre os estudantes.

FILIAÇÃO: Por favor, especifique se a sua organização tem alguma ligação com o Grupo LEGO.

Não